Criar uma empresa é fácil, difícil é fazê-la crescer da maneira certa

Pode impressionar o título deste artigo, mas realmente é muito fácil criar uma empresa.

Você precisa de um básico para abrir a empresa que já tratamos em outro post e pronto! Está aberta a sua empresa. Erros no planejamento vão aparecer logo após a abertura, mas nada será pior para a saúde do negócio do que continuar cometendo erros enquanto a empresa está funcionando. São tantas coisas que podem dar errado, que a cabeça chega a ficar pesada, mesmo com alguns parafusos faltando após anos de empreendedorismo. Abaixo listo oito erros comuns que evito cometer no meu negócio e que estão fixados na parede do meu escritório.

1. NÃO SABER PARA ONDE ESTÁ INDO
Não só nos negócios, mas na vida pessoal, não saber para onde se está indo é um pecado capital dos piores. Se você abre uma empresa, assina um contrato social e vende seus produtos ou serviços para alguém, você não pode fazer isso “a bangu”. Se você quer ser empresário, precisa se informar, coletar dados do seu mercado e principalmente saber qual o fim da sua empresa, pois é para lá que deve apontar a sua visão. No meu negócio, cultivamos a visão de que estaremos presentes em todas as capitais do país, atendendo pelo menos cinco empresas de diferentes ramos naquela cidade. Tenho isso hoje? Não, mas sei onde quero chegar.

2. CONFUNDIR A EMPRESA CONSIGO MESMO
Tem gente que acha que a empresa é ele e gosta disso. A empresa é a empresa, tanto que é chamada de pessoa jurídica. A empresa não é a gente. Ela deve ter controles próprios, conta própria e uma maneira própria de caminhar. Nós agregamos valor à empresa, mas a empresa está lá acima de nós. Confundir isso é prejuízo na certa para si e para aqueles que trabalham para você. Se a empresa for você, o que será dos seus funcionários quando você adoecer ou até morrer? Mude isso e trate a sua empresa como alguém, um parceiro que trabalha independente da sua vontade, mas sob o seu comando.

3. MISTURAR FAMÍLIA COM A EMPRESA
A minha esposa pode ter os melhores atributos profissionais do mundo, assim como a minha mãe, irmã, primos, etc., mas eu não chamo nenhum deles para trabalhar comigo. Não dá para demitir a sua esposa né? Já é complicado manter um tipo de relação saudável com uma pessoa e vamos acumular outro? Sempre terá aquele que vai falar que não tem nada a ver, que isso faz parte, mas eu só consegui erguer a minha empresa quando me apoiei em alguém de fora. Um sócio e não um amigo. Tá certo que as pessoas, depois de tanto trabalharem conosco se tornam amigas, mas o início da relação é profissional. Logo, sejamos profissionais e adeus ao nepotismo.

4. ESTABELECER METAS ABSTRATAS
Sabe aquilo que todo mundo faz no início do ano? “Esse ano vou perder peso!”, “Esse ano vou abrir a minha empresa!”, “Esse ano vou comprar um carro novo!”. Você pode dizer isso, mas precisa ter um detalhamento maior nesses objetivos. Quantos quilos você vai perder? Em quanto tempo? Em que mês você vai abrir a empresa? O que ela vai fazer? Qual o modelo do carro você vai comprar? De quanto você precisa para comprá-lo? Metas são metas. É como um alvo que está a uma distância de você e que você precisará treinar para acertar. Meta é isso. Estabelecer meta como quem está pintando um quadro na mente é se afundar na primeira poça de problemas que pintar na empresa.

5. AGIR POR IMPULSO NAS COMPRAS
Toda empresa precisa de uma determinada política de ação, de uma burocracia, mesmo que pequena. No meu negócio os próprios sócios têm um limite de mensal para gasto na empresa. A empresa é nossa, mas nem por isso vou ficar comprando um monte de coisa inútil no nome da minha empresa. Quando precisamos ultrapassar aquele valor, nos obrigamos a ter uma reunião para avaliar se aquilo é necessário ou não. Quando você começa a ganhar dinheiro, começa a querer perder o controle das despesas da empresa, alegando que isso ou aquilo é necessário. Minha opinião: não é. Se a empresa está de pé até agora sem essa “coisa nova”, é porque não é tão necessária assim. Se ela for melhorar algo na empresa, valide com o seu sócio antes ou com uma equipe. Pode parecer bobagem essa economia, mas o segredo do lucro é vender mais e segurar as despesas.

6. RECEBER A PRAZO E PAGAR À VISTA
Devemos ter bem clara a seguinte fórmula para não dar mole na condução da nossa empresa: recebe-se à vista e paga-se à prazo quando possível. Nunca o contrário. Tem empresa que recebe a prazo dos seus clientes e faz os seus pagamentos à vista. Isso não é nada sustentável. A melhor coisa sempre é receber e pagar tudo à vista, mas tendo dinheiro em caixa para comprar algum bem para a sua empresa, tente sempre uma melhor negociação para pagá-lo parcelado e deixar parte desse dinheiro aplicado.

7. DEIXAR O CORAÇÃO DO SEU NEGÓCIO NA MÃO DE TERCEIROS
Podemos contratar outras empresas e pessoas para nos auxiliarem nos nossos negócios, mas não podemos nos esquecer da máxima da administração que diz “que o boi só engorda na mão do dono”. Não há como terceirizar tudo na empresa. Terceirize as atividades que não fazem parte do coração do seu negócio e lembre-se de manter as pessoas que mexem com o coração satisfeitas e motivadas para sempre darem o seu melhor. De uma hora para outra aquele fornecedor, que cuida da parte mais importante do seu negócio, tem um problema e o seu negócio afunda junto com o dele. Atenção nisso.

8. ACREDITAR QUE SABE TUDO
Eu não sei tudo. Ninguém no Insistimento sabe tudo. Você não sabe tudo. O mundo não sabe tudo. Na realidade, como Sócrates bem disse “só sabemos que nada sabemos”. Acreditar que tem todas as informações é como acreditar que o seu plano esplêndido não tem nenhuma falha. Basta olhar para uma das mais respeitáveis empresas de tecnologia do mundo, para enxergar o quando isto está errado. Em quantos projetos a Google falhou? Cinco? Dez? Acredito que muito mais que isso. Mesmo com os melhores profissionais ela não sabia tudo e aplicou sua energia em algo que deu errado. Paciência, ela moveu-se para frente, acreditando que tudo não passava de um teste.

FALHE RÁPIDO!
Concluindo, o que precisamos estar atentos na formação da nossa empresa é que, se vamos falhar, que falhemos rápido. Temos uma ideia, fazemos um plano, estabelecemos as metas e as responsabilidades e partimos para ação. Testamos a nossa ideia e se ela der errado, tentamos arrumar aqui e ali, mas não investimos energia demais nisso. Melhor mudar um pouco o rumo para uma nova implementação do que tentar, tentar, tentar e nada conseguir por estar insistindo em algo que não é o seu talento, que não é a sua praia.
Empreenda, falhe, mas tome cuidado, porque criar uma empresa é fácil, mas difícil mesmo é fazê-la crescer da maneira certa.

Sobre ideaconsultoria
Somos uma empresa que atuamos nas áreas de Gestão da Qualidade, Gestão de Pessoas e Gestão Estratégica. Trabalhamos com: - Método PDCA; - FMEA; - Ferramentas da Qualidade; - Programa 5S; - ISO 9001; - ISO 14001; - OHSAS 18001; - SGI; - Elaboração de Plano de Ação; - Assessoria e consultoria ao PGQP; - Relatório de Gestão PGQP; - Planejamento Estratégico; - BSC; - Desenvolvimento de Equipes; - Desenvolvimento de Lideranças; - Integração de Novos Colaboradores; - Entrevista por Competência; - Avaliações Psicológicas; - Gestão de Clima Organizacional; - Endomarketing; - Avaliação de Desempenho; - Remuneração variável; - Plano de Carreira. Acesse nosso site www.ideaconsultoriaeassessoria.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: